Mestrado em Arte e Ciência do Vidro e da Cerâmica

Ensino

Mestrado em Arte e Ciência do Vidro e da Cerâmica

Entra em funcionamento no ano letivo de 2018/2019 em associação com a Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. O número mínimo de créditos para a obtenção do grau é de 120 (2 anos).

Este curso só funcionará se tiver 10 ou mais inscrições confirmadas, conforme decisão do Conselho Executivo da FCT NOVA.

Objetivos

A cerâmica e o vidro fazem parte de um grupo diversificado de materiais partilham vários matérias primas, a similaridade de alguns processos e propriedades dos produtos finais, bem como outras de carácter projectual e de atitudes. Essa afinidade e o prazer de trabalhar em territórios comuns levaram à fundação da VICARTE – Vidro e Cerâmica para as Artes (ww.vicarte.org), e à investigação transdisciplinar aplicada à Cerâmica e ao Vidro, à exploração das intersecções entre a Arte a Ciência e à promoção e partilha de conhecimentos e metodologias entre os dois campos.

O Mestrado em Arte e Ciência do Vidro e da Cerâmica (MACVC) agora resulta de uma evolução do anterior Mestrado em Arte e Ciência do Vidro (MACV).

O Mestrado em Arte e Ciência do Vidro e da Cerâmica cria, um programa de paridade inovadora e a possibilidade de efectiva transdisciplinaridade entre os campos relacionados com a arte e a ciência. Com este curso pretende-se introduzir o vidro e a cerâmica como materiais a explorar para utilização em arte. Na profundidade desse tratamento paralelo e cruzado, na sua reflexão e prática, criam-se as condições para o surgimento de novos resultados. Espera-se que percorrendo este caminho, os alunos explorem as referidas relações no âmbito da sinalização autoral, melhorem as capacidades críticas e beneficiem do treino e agilização das capacidades de comunicação e divulgação de resultados como parte integrante dos projectos trabalhados.

O programa será um desafio, será único e inovador. Serão dadas condições para estimular e alimentar as necessidades dos estudantes que alcançaram uma competência, dedicação e entusiasmo no desenvolvimento do seu trabalho do mais elevado nível.

PLANO CURRICULAR 

Saídas profissionais

Pretende-se formar artistas e designers com conhecimentos profundos em diversas áreas do vidro para que possam desenvolver uma actividade artística ou serem integrados nos quadros da indústria vidreira portuguesa, de modo a contribuírem para o aumento da criatividade na área do vidro.
Este mestrado está também aberto a licenciados em ciências exactas tendo como finalidade a formação de mestres que façam a ponte entre a arte e a ciência e que contribuam para a inovação nos diversos processos tecnológicos que envolvem a arte do vidro.

REGULAMENTO 

Horário de funcionamento:

Diurno

Propinas:

Estudantes nacionais: 1063,47 €/anual

Estudantes internacionais: 3000 €/anual

Prazo de candidatura:

1ª fase: 6 de março a 23 de junho

2ª fase: 26 a 31 de agosto

3ª fase: 10 de janeiro a 10 de fevereiro de 2018

 

CANDIDATURAS

Condições de acesso para o ano letivo de 2017/2018

Vagas para 2017/2018 :

15

Regras de acesso:

Habilitações de acesso

  1. Os titulares de grau de licenciado ou equivalente legal nas áreas de Belas-Artes, Design, Arquitectura, Química, Física, Materiais, Conservação e Restauro. assim como outras aceites pela Comissão Científica do mestrado e aprovadas pelo Conselho Científico de uma das Faculdades.
  2. Os titulares de grau académico superior estrangeiro, conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um estado aderente a este Processo, nas áreas de Belas-Artes, Design, Arquitectura, Química, Física, Materiais, Conservação e Restauro, assim como outras aceites pela Comissão Científica do Ciclo de Estudos e aprovadas pelo Conselho Científico de uma das Faculdades.
  3. Os titulares de um grau académico superior estrangeiro nas áreas de Belas-Artes, Design, Arquitectura, Química, Física, Materiais, Conservação e Restauro, assim como outras aceites pela Comissão Científica do Ciclo de Estudos e que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico de uma das Faculdades.

Normas de candidatura

Os candidatos devem juntar ao boletim de candidatura os seguintes documentos:

  1. Certidão de licenciatura ou grau académico equivalente.
  2. Currículo escolar, científico ou profissional com cópias dos documentos a que faz referência.
  3. Carta de candidatura e declaração de objectivos.
  4. Outros documentos que considere relevantes.
  5. Um portfólio para os alunos oriundos de Escolas de Belas-Artes.

Critérios de seriação:

Na selecção dos candidatos à frequência do ciclo de estudos será efectuada uma avaliação global do seu percurso, considerando, por ordem de prioridade, os seguintes critérios:

  • Classificação do grau académico de que são titulares, nos termos da escala europeia de comparabilidade (artigo 19º do Decreto-lei n.º 42/2005, 22 de    Fevereiro) ou  do número de ordem da classificação do seu diploma nesse ano (n.º2, do artigo 20º do Decreto-lei n.º 42/2005, 22 de Fevereiro).
  • Apreciação global do currículo académico, científico, artístico e profissional, pontuado de 0 a 20.

Poderá ser efectuada uma entrevista aos candidatos, se a Comissão Científica do Ciclo de Estudos considerar necessária, pontuada de 0 a 20.
Os candidatos serão seriados por ordem decrescente da soma das pontuações obtidas na selecção.

Coordenadora do curso:

Professora Márcia Vilarigues

macv.coordenador@fct.unl.pt