Departamento de Conservação e Restauro

Memoriais da Grande Guerra, em Lisboa

No âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, de 2017, à volta do tema: "Património Cultural e Turismo Sustentável", propõe-se quatro actividades em torno dos Memoriais da Grande Guerra erguidos em Lisboa, que contaram com a autoria do escultor Maximiano Alves (1888-1952).

Trata-se de divulgar os dados recentemente descobertos e coligidos nos arquivos históricos da Liga dos Combatentes e da Câmara Municipal de Lisboa, e por fontes orais, sobre as seguintes obras:  

  • Mausoléu dos Combatentes da Grande Guerra, no Cemitério do Alto de São João;
  • Monumento aos Mortos da Grande Guerra, na lateral da Avenida da Liberdade / Rua do Salitre,1;
  • Soldado Português, a estátua em bronze que remata o mausoléu atrás referido, de que subsiste o gesso pintado no Museu Militar de Lisboa.

 

Estes monumentos funerários que se inscrevem dentro do processo rememorativo da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) e marcam também o centenário  da participação portuguesa neste conflito, são partes integrantes da nossa Herança Cultural e merecem ser melhor conhecidos.

 

(Clique na imagem para obter poster e programa do evento)

 

O acesso às conferências e visitas é aberto a todos os interessados.

Inscrição pévia

 

Informações adicionais disponíveis através do site:

http://eventos.fct.unl.pt/patrimonio-memoriais-grande-guerra/